segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Oração da Manhã.

Relembrando uma das orações ensinadas por minha primeira catequista, minha saudosa e querida mamãe, Maria José Vilela de Paulo:

Senhor,
No silêncio deste dia que amanhece
Venho pedir-te a paz, a sabedoria, a força e a coragem.
Quero olhar o mundo com os olhos cheios de amor.
Ser paciante, compreensivo, manso e prudente,
Ver além das aparências teus filhos
Como tu mesmo os vês,
E assim não ver mais que o bem em cada um.
Cerra meus ouvidos à toda maldade,
E que só de bençãos encha o meu espírito.
Que eu seja tão bondoso e alegre
Que todos os que se achegarem a mim
Sintam a Tua presença.
Reveste-me de tua beleza, Senhor,
E que no decorrer deste dia e deste ano
Eu Te revele a todos.
Amém.

terça-feira, 18 de junho de 2019

Relembrando o Dia do Palíndromo - Escrito em 20/02/2002

No dia 20 de fevereiro de 2002, ocorreu, durante um minuto, um evento que só aconteceu uma vez há mais de mil anos e que nunca mais ocorrerá !

Às 20 horas e 02 minutos do dia 20 de fevereiro do ano 2002 ou, em marcação digital: 20:02 20/02 2002 ou em qualquer outra ordem, como ano, dia, mês, hora: 2002 20/02 20:02.

É um registro com perfeita simetria numérica, chamado palíndromo ou capicua como é conhecido em Portugal.
Dividindo tudo por 2, encontramos outro momento às 10:01 do dia 10 de janeiro de 1001, há mais de mil anos atrás. Mas a última ocasião em que teria ocorrido tal padrão simétrico teria sido às 11:11 do dia 11 de novembro de 1111, a 891 anos atrás. Ocorre que naquela época os relógios digitais não existiam, e nem relógio mecânico que só foi inventado em 1275. Além disto naquela época o calendário vigente era o Juliano e não o Gregoriano que adotamos atualmente desde 1585. Porisso fica difícil precisar quando exatamente teria ocorrido uma situação semelhante, uma data em que se pode ler tanto de trás para frente como de frente para trás.
Só nos resta aguardar o dia 21/12 às 21:12 do ano de 2112.


Enquanto isto você pode despertar a curiosidade dos alunos desprezando as horas e pesquisando datas "palíndromas" que teriam ocorrido e que provavelmente ocorrerão no futuro como o 30 de março de 3003. Isto, é claro, se continuarmos fazendo nossa parte na preservação do planeta Terra.

Curiosidades à parte é importante que se tenha claro que tais coincidência não tem nenhum sentido ou valor para o matemático. 

sábado, 8 de junho de 2019

Mensagem de Natal e de Ano Novo.

Então chegamos até aqui, na reta final, na espera daquele que veio trazer-nos a Luz... E depois, de mais um ano para vivermos...

Como é típico desta época do ano, é bom fazermos as reflexões sobre o que passamos, o que vivemos... E os planos para o ano que vem chegando. Para colaborar com isto, cito duas frases que sempre trago comigo: "OMNIA TEMPUS HABENT" e "PAN METROS ARISTOS".

A primeira, em Latim, vem da Bíblia, do livro do Eclesiastes, capitulo 3, versículo 1: "Para tudo há um tempo". E segue o autor: "Para cada coisa há um momento debaixo dos céus: tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado; tempo para matar, e tempo para sarar; tempo para demolir, e tempo para construir; tempo para chorar, e tempo para rir; tempo para gemer, e tempo para dançar; tempo para atirar pedras, e tempo para ajuntá-las; tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se. Tempo para procurar, e tempo para perder; tempo para guardar, e tempo para jogar fora; tempo para rasgar, e tempo para costurar; tempo para calar, e tempo para falar; tempo para amar, e tempo para odiar; tempo para a guerra, e tempo para a paz."

Houve um tempo em que nem sabíamos da existência do Natal, do Papai Noel. Houve o tempo de conhecê-lo, acreditar nele, escrever cartinhas ou fazer pedidos... Houve o  tempo de desconfiar dele, de tentar ficar à espreita tentando vê-lo, surpreendê-lo... Houve o tempo de desacreditar, desprezar talvez, e até ridicularizar os menores ainda crentes. Houve ou haverá o tempo de voltar a crer, contar histórias a seu respeito para os pequeninos à nossa volta, e haverá o tempo em que nos lembraremos, saudosos, de tudo isso...

Houve o tempo do papai do céu, do menino Jesus lá na longínqua manjedoura... Houve o tempo do amigo Jesus, parceiro, jovem. Houve o tempo do Mestre Jesus, do incômodo Jesus, do Salvador Jesus. Houve, há, haverá... Quantos tempos!!! Ao final, lembraremos que havia tempo para tudo, e talvez não tenha havido tempo para muito... Quiçá tenhamos vivido o suficiente para poder ter destinado bem o nosso tempo, usando-o e dispensando o tempo  devido para cada coisa, cada pessoa com quem nos encontramos e convivemos... Pois ainda há tempo! A nossa vida é um suceder finito de tempo: segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses e anos começam e acabam, e à cada um deles nos é facultado fazer isso: usar bem o tempo, fazer tudo a seu tempo, no tempo certo.

A segunda frase vem do Grego, e significa "O bom é a medida do melhor". Entre os vários significados, eu prefiro o que implica fazer bem o que nos é possível, e fazer o bem que nos é possível fazer, sempre. Muitos de nós deixamos de fazer algo porque não somos "os melhores": seja o falar em público, seja o escrever, seja o contar uma piada, seja o ajudar um necessitado, seja o ensinar alguém, seja o corrigir um semelhante... Por não sermos os melhores, deixamos de fazer bem, ou de fazer o bem. E assim, na busca pelo "melhor", podemos nos tornar os que pouco ou nada fazem, apesar de poder fazer algo, sempre! Tentando ser perfeito, torna-se um inútil ou desperdiça-se as oportunidades que a vida nos traz, gratuitamente!!! Esta frase é uma ode contra o perfeccionismo, mas não contra a perfeição: devemos fazer bem - e fazer o bem - e buscarmos  à cada dia sermos melhores... Eu digo: hoje melhor que ontem, e pior que amanhã! Aprender sempre, praticar o que se aprende, e ensinar o que se pratica. Nada fácil, mas simples assim...

Com estas duas frases, e com este longo texto, quero agradecer você que conviveu comigo em mais este ano, mas este tempo de minha existência. Seja a convivência real ou virtual - possibilitada pela tecnologia, ou simplesmente da lembrança de outros momentos nos quais estivemos juntos, próximos ou participando de algo em comum. Você fez e faz parte deste meu tempo, do bom e do bem que, quero crer, me fez e me faz à cada dia melhor!

O meu mais sincero "Muito obrigado"! E meus desejos de um Feliz e Abençoado Natal, seguido de um Ano Novo repleto de bênçãos, com muita saúde, sucesso e alegrias!

Curitiba-PR, Dez/2017.

Oração a São José

Ó São José, cuja proteção é tão grande, tão forte e tão imediata diante do trono de Deus, a vós confio todas as minhas intenções e desejos.
Ajudai-me, São José, com a vossa poderosa intercessão, a obter todas as bênçãos espirituais por intercessão do vosso Filho adotivo, Jesus Cristo Nosso Senhor, de modo que, ao confiar-me, aqui na terra, ao vosso poder celestial, Vos tribute o meu agradecimento e homenagem.
Ó São José, eu nunca me canso de contemplar-Vos com Jesus adormecido nos vossos braços. Não ouso aproximar-me enquanto Ele repousa junto do vosso coração. Abraçai-O em meu nome, beijai por mim o seu delicado rosto e pedi-Lhe que me devolva esse beijo quando eu exalar o meu último suspiro.
São José, padroeiro das almas que partem, rogai por mim! Amém. 

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

A liberdade é sempre um belo ato de renúncia.

A liberdade é sempre um belo ato de renúncia.

 

Você não consegue ser livre enquanto sentir-se amarrado a alguma coisa. Não pode ser livre quando se está preso a um sentimento de paixão, qualquer que seja.

 

Não é livre quem se apega demasiado a bens materiais. Não é livre que sem julga dono da verdade e não aceita os conselhos e nem a opinião dos outros.

 

Só é livre quem vive em permanente disponibilidade para a Verdade, para o Amor, para a Justiça e para o Bem.

 

Lembre-se de que no menor esforço de renúncia reside uma imensa força de libertação!

 

Extraído de "Comece o dia feliz (Reflexões)", de J. S. Nobre. (C) Edições Paulinas, São Paulo, 1990

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Isto é tudo o que eu preciso lembrar todos os dias...

Criador inefável, 

Tu que és a fonte verdadeira da luz e da ciência, derrama sobre as trevas da minha inteligência um raio da tua claridade. Dá-me inteligência para compreender, memória para reter, facilidade para aprender, sutileza para interpretar, e graça abundante para falar.

Meu Deus, semeia em mim a semente da tua bondade. Faz-me pobre sem ser miserável, humilde sem fingimento, alegre sem superficialidade, sincero sem hipocrisia; que faça o bem sem presunção, que corrija o próximo sem arrogância, que admita a sua correção sem soberba, que a minha palavra e a minha vida sejam coerentes.

Concede-me, Verdade das verdades, inteligência para conhecer-te, diligência para te procurar, sabedoria para te encontrar, uma boa conduta para te agradar, confiança para esperar em ti, constância para fazer a tua vontade. Orienta, meu Deus, a minha vida, concede-me saber o que tu me pedes e ajuda-me a realizá-lo para o meu próprio bem e o de todos os meus irmãos. Amém.

Stº. Tomás de Aquino, by Olavo de Carvalho

domingo, 12 de julho de 2015

Oração a Santa Luzia (Protetora dos olhos e da visão)

Santa Luzia, Virgem e Mártir, que tanto agradastes ao Senhor, preferindo sacrificar a vida a lhe ser infiel, vinde em nosso auxílio e por meio de vossa intercessão livrai-nos de toda a enfermidade dos olhos e do perigo de perdê-los. Possamos por vossa intercessão passar a vida na paz do Senhor chegando um dia a vê-lo com os olhos transfigurados na eterna pátria dos céus.

Santa Luzia, rogai por nós!

Amém.

Fonte: Site do Pe. Reginaldo Manzotti.